whatsapp: (42) 99987-4623
Atlas do Aparelho Digestivo

atlas

Nosso aparelho digestivo é composto de uma série de órgãos tubulares interligados, formando um único e longo tubo que se estende da boca ao ânus. Além dos órgãos tubulares, há dois órgãos sólidos: o fígado e o pâncreas, que, dentre inúmeras outras funções, produzem líquidos usados na digestão.

Outros sistemas, como o nervoso e o circulatório, são fundamentais para que o aparelho digestivo funcione adequadamente. O aparelho circulatório nutre os órgãos da digestão e permite o transporte dos nutrientes absorvidos, e o sistema nervoso – juntamente com alguns hormônios – regula seu funcionamento.

Afinal, o que é digestão?
Os alimentos, após ingeridos, devem ser transformados em pequenas moléculas de nutrientes para que possam ser absorvidos e então utilizados.

A digestão é este complexo desmanche dos alimentos, desde a forma como são ingeridos até a forma como podem ser utilizados pelo corpo humano. É a transformação dos alimentos em substâncias assimiláveis.

Como o alimento é digerido?

A digestão ocorre através da mistura dos alimentos, de seu movimento através do tubo digestivo e da transformação de grandes moléculas de alimento para moléculas menores. Esta transformação envolve reações químicas, diferentes para cada tipo de nutriente, em que é fundamental a participação das enzimas. O processo se inicia na boca e se completa no intestino delgado, sendo movido em seu interior através dos movimentos peristálticos.

Atlas Digestivo (Boca)
Aqui começa todo o complexo processo da digestão. O alimento é triturado através da mastigação e misturado à saliva, que contém enzimas que iniciam a digestão dos carboidratos.

boca

Esta mistura de alimento mastigado e saliva é chamada de bolo alimentar. Para que este bolo passe para o esôfago (seja “engolido”), a língua e os músculos da faringe agem coordenadamente numa complexa seqüência de movimentos chamada de deglutição – que é iniciada sob nosso comando e completada por uma cadeia de movimentos involuntários controlados pelo sistema nervoso.

Atlas Digestivo (Fígado / Vesícula Biliar)
O fígado, maior órgão do corpo humano com peso de cerca de 1.500 g, está localizado no lado direito do abdome, protegido pelas costelas inferiores. É responsável por mais de 5.000 funções mantenedoras da vida, produz a maioria dos “blocos de construção” utilizados pelo resto do corpo e remove substâncias danosas.

O fígado produz bile, que é transportada ao intestino delgado para ajudar no processo de digestão. Também produz proteínas, hormônios e enzimas que mantêm o corpo funcionando normalmente, assim como fatores de coagulação. Tem um papel no processamento do colesterol, manutenção da taxa de açúcares no sangue e no processamento de drogas.

A vesícula biliar é uma bolsa que se situa junto ao fígado e armazena bile, um fluido amarelo-esverdeado produzido pelo fígado. Após uma refeição, a vesícula libera a bile no intestino delgado, onde ela ajuda a digerir gorduras.

Cirrose hepática e algumas de suas consequências
01

Pedras na vesícula e canal da bile
02

Papilotomia endoscópica
03

Retirada de cálculos da via biliar
04

Colangiografia transoperatória
05

Atlas Digestivo (Esôfago)
O esôfago é um órgão tubular com cerca de 20 cm de comprimento, cuja função é transportar o alimento ao estômago. Este transporte é feito através de movimentos peristálticos.
05

Na junção entre o esôfago e o estômago, há uma área de alta pressão que funciona como uma válvula. Esta válvula se abre automaticamente quando o bolo alimentar se aproxima, permitindo sua passagem ao estômago, e fica fechada no restante do tempo para impedir a volta de conteúdo do estômago para o esôfago (o famoso “refluxo”).
06

07

08

Atlas Digestivo (Pâncreas)

O pâncreas é uma glândula mista (endócrina e exócrina) que derrama seu conteúdo enzimático no duodeno, colaborando com a digestão alimentar. Também secreta no sangue importantes hormônios que participam no metabolismo dos hidratos de carbono.
01

Função Exócrina

A porção exócrina do pâncreas ocupa a maior parte da glândula e consiste na síntese do suco pancreático – rico em bicarbonato, sódio, potássio, cloro, etc. Este é carregado de enzimas digestivas (sendo as principais a tripsina, a amilase e as peptidases) e passa pelos condutos excretores para o duodeno.

Função Endócrina

A porção endócrina do pâncreas representa de 1% a 2% do total do órgão e é composta de pequenas ilhotas dispersas de células (ilhotas de Langerhans). Os hormônios pancreáticos são a insulina, o glucagon, a somatostina e o polipeptídeo pancreático.
02

Atlas Digestivo (Intestino Grosso / Reto)
O intestino grosso é a última seção do tubo digestivo. Tem duas tarefas: absorve a água do material não digerido, originando assim as fezes; e as armazena até que elas sejam expelidas através do ânus.

O intestino grosso engloba o ceco, o cólon (absorção de água) e o reto (reservatório de matéria fecal).
03

05

07

Atlas Digestivo (Intestino Delgado)
O intestino delgado é um órgão tubular de aproximadamente 7 metros de comprimento, que serve para complementar a digestão dos alimentos e, principalmente, para promover sua absorção. O tempo que o alimento leva para percorrer todo o intestino delgado é de cerca de 12 horas.

O intestino delgado pode ser dividido em três partes: o duodeno, o jejuno e o íleo.

O duodeno é um conduto que tem continuidade a partir do piloro gástrico, sendo considerado como a primeira porção do intestino delgado. Seu revestimento mucoso, com muitas pregas, aumenta de forma importante a superfície de contato para maximizar as funções digestiva e de absorção intestinal.

No duodeno o intestino secreta substâncias importantes para a digestão, e nele desembocam os ductos que trazem os sucos digestivos produzidos pelo fígado e pelo pâncreas. É aqui que se completa a função digestiva, dando-se início, então, à aborção, quando o alimento, então, é impulsionado para a seguinda parte do intestino delgado – o jejuno.

06

As moléculas digeridas dos alimentos, como também a água e sais minerais, são absorvidos através da parede do intestino delgado. O material absorvido atravessa a mucosa (“pele” que reveste internamente todo o tubo digestivo), atinge as veias do sistema circulatório e é então levado a outras partes do corpo para ser armazenado ou sofrerem outras modificações químicas. Este processo varia de acordo com o tipo de nutriente – carboidratos, gorduras e proteínas (Nutrição). A parte não digerida é levada ao intestino grosso .
07

Gastro Centro | Rua Professor Becker, 2263 - 4º andar Centro - Guarapuava - Paraná | Fone: (42) 3623-0748